Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Um dilúvio onde nem todos se vão molhar...

Kruzes Kanhoto, 26.07.20

images (1).jpeg

 

Parece que vem aí um verdadeiro dilúvio de dinheiro. Serão euros aos milhões, segundo consta. Haverá, contudo, ali pelo meio do acordo que permitirá a vinda dessa pipa de massa, um ou outro grãozinho de areia. Nomeadamente uma cena qualquer que dará aos gajos que mandam para cá o guito, o direito a fazer uma espécie de controlo à maneira como o graveto vai ser esturrado. Que, ou me engano muito, não será substancialmente diferente das anteriores. Até porque quem o vai esturrar são, em grande parte, os mesmos. Ou, noutros casos, os seus aprendizes. Mas ambos, tenho quase a certeza, dotados de esperteza suficiente para enrolar os nossos benfeitores quanto à bondade dos seus desvarios.

Para mim, que na arte de esbanjar o dinheiro dos contribuintes já vi de tudo, não tenho grandes expectativas. Nem, sequer, na imaginação dos esbanjadores de serviço para inventar maneiras ainda mais absurdas de gastar o pilim. Será, na certa, mais do mesmo. Mais valia distribuir a massa equitativamente por cada português com os impostos em dia. Provavelmente dávamos-lhe um uso melhor e, em vez de apenas uns quantos, “amanhávamo-nos” todos. Cinquenta e oito mil milhões ainda davam uma fatia jeitosa a cada um. É fazer a conta...

6 comentários

Comentar post