Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Um cigano entra num bar...espera, é melhor não.

por Kruzes Kanhoto, em 19.11.19

IMG_20191116_105916.jpg

 

Na sequência de uma simples piadola que não ofendeu ninguém – nem sequer o visado – Bernardo Silva, aquele craque do “City” a quem um visionário do mundo da bola augurava uma promissora carreira de defesa-esquerdo, vai ter de frequentar umas sessões de educação. Onde, ficou desde logo avisado, terá de obter aproveitamento. Ou, como agora se diz, adquirir as necessárias competências.

Nada de novo debaixo do Sol. Ou das nuvens, no caso de hoje. É coisa própria de totalitarismos. Por cá tivemos muito disso. No Estado Novo e no Prec, há umas dezenas de anos. Depois pensou-se, durante algum tempo, que era um tipo de actuação que o passado tinha enterrado. Mas não. Estão aí e em força. Um dia destes, tal como o futebolista, teremos de nos sujeitar a ser educados por gente que nem os filhos sabe educar. Ou pior. Ter de recitar, de cor e salteado, livros deste género editados por um qualquer comité para a educação popular.

Compartilhar no WhatsApp