Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Manifestontos

por Kruzes Kanhoto, em 08.04.18

Admito que posso estar a ser injusto nas minhas apreciações – até porque generalizar, normalmente, dá nisso – mas tendo a considerar as manifestações como coisas de gente excêntrica. É que isto ao olhar para quem vai saindo à rua, em defesa de causas ou protestando contra consequências, não me canso de achar que tenho razão.

Os artistas, por exemplo. Têm um produto para vender, que a julgar pelas vidas que vão expondo parece bastante rentável, mas, ainda assim, insistem que o Estado pague a produção. Ou, então, andam-nos a enganar a todos. Pode também, acredito, haver produto que não vende. Não prestará, certamente. Mas, se é assim, o melhor é deixar de o produzir e procurar outra vida. Que isto o contribuinte não tem de andar a financiar falhados. Ah, espera. Tem. Que a essa malta ninguém critica com medo de fazer figura de inculto.

Os gajos dos animais também se manifestaram. Diz que não estão lá muito de acordo que alguns sirvam para degustar. Há que acabar com essa cena, reclamam. Uns tontos, estes manifestantes. Pena que se tenham esquecido de reivindicar o fim dos inseticidas. Baratas, pulgas e moscas têm tanto direito a viver nesta planeta como todos os outros seres vivos, pá!

Compartilhar no WhatsApp