Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Arte urbana...

Kruzes Kanhoto, 06.07.20

Chafariz.jpg

Que os chafarizes estejam completamente secos não constitui motivo para grande admiração. O tempo em que a água corria em todos eles já lá vai e, a menos que venha para aí um cataclismo qualquer, dificilmente voltará. Do que não havia necessidade era de servirem para deposito do lixo. Uma finalidade pouco digna, reconheça-se. Mas, afinal, ao nível – baixo – dos que lhe dão esse fim. Triste, no caso.

Forever alone..

Kruzes Kanhoto, 15.03.16

IMG_20160313_160831.jpg

Recordo-me de, nos primórdios destas coisas, o autor de um blogue extinto há muito, manifestar em diversos escritos o seu desagrado por existirem pessoas que teimavam em ler o que escrevia. Vá lá saber-se porquê o homem, ao contrário de toda a lógica, não gostava de ter leitores. Irritava-se, mesmo. Nunca percebi porque publicava os textos em lugar de se limitar a guardá-los no computador...

Mais ou menos parecido, só que ainda em mais parvo, é o que pretendem certas criaturas que plantam no fuçasbook frases ofensivas dirigidas a quem visita o respectivo perfil. Naquelas cabecinhas ninguém terá o direito de lá ir meter o nariz. Cuscar, rosnam. Se não querem que as vejam não publiquem nada ou, em alternativa, usem as funcionalidades daquilo para limitar o que é mostrado e a quem. 

Do mesmo mal deve padecer o borra paredes autor desta pintura. Ia chamar-lhe arte urbana mas, se calhar, é melhor não. É mais rural. Só alguém que não quer mesmo que o seu “trabalho” seja apreciado é que vai pintar isto no interior de um monte alentejano, em ruínas, no meio de nenhures. A vantagem é que ali não incomoda ninguém. Ao menos isso.