Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Separação de facto

Kruzes Kanhoto, 28.09.08

Joseph Ratzinger, um alemão celibatário que vive em Roma, gosta de dar conselhos sobre a forma de evitar o divórcio. Processo que, como é sabido, a Igreja abomina e rejeita liminarmente em qualquer circunstância. Embora não lhe seja conhecida qualquer experiência na matéria, o homem não se coíbe de sugerir soluções que levem os conjugues a prolongar a relação matrimonial até que a morte os separe. Embora isso me pareça, em muitos casos, um convite ao assassinato. Coisa que certamente não o incomodará, porque assim pelo menos um dos membros do casal irá para o céu enquanto que, caso consumassem a intenção de se divorciar, iriam os dois para o inferno.

Por cá, Cavaco Silva também não gosta de divórcios. A relação do Presidente com o governo, depois de anos de assolapada paixão, está a atravessar um mau momento precisamente por causa deste tema e das ideias contrárias que cada um tem relativamente a ele. Caso não sigam os ensinamentos do tal alemão, provavelmente a coisa ainda vai acabar em separação. De facto.

1 comentário

Comentar post