Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Profilaxia à base da enxada

Kruzes Kanhoto, 09.02.24

IMG_20240127_171556.jpg

 

Toda esta radicalização a que assistimos desde há alguns anos era desnecessária. Não traz nada de novo nem, muito menos, de positivo. Já ocorreram fenómenos parecidos noutros tempos e os resultados são conhecidos. Deverá existir uma qualquer explicação, mais ou menos científica, que identifique as causas que conduziram a isto. Provavelmente terá a ver com a infantilização da sociedade. Hoje é-se “jovem” até mais tarde. Começou nos agricultores e actualmente – com aquela treta dos “quarenta são os novos vinte” - serve para quase toda a gente. É só esticar mais um bocadinho. O que explica a conhecida teoria de que “se aos vinte não fores de esquerda, não tens coração. Se aos quarenta ainda fores, não tens juízo”. Recordo-me de, quando era gaiato, os mais velhos recomendarem a enxada como meio mais adequado para o tratamento dos mais variados desvios comportamentais e chamar à razão os papagueadores de ideias parvas. Parecia-me, na altura, injusto. Lá está, tinha pouco juízo. Hoje faço igual recomendação e vou, até, mais longe. Forneço a ferramenta e, para efeitos de terapia, disponibilizo cerca de cem metros quadrados de terreno para cavar.

9 comentários

Comentar post