Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Pode lá ser!!!

por Kruzes Kanhoto, em 11.11.19

Relata o “Público” que após a Associação Nacional de Freguesias ter adjudicado contratos num valor superior a trezentos e sessenta mil euros um dos seus dirigentes terá sido recrutado pela empresa fornecedora. Segundo a mesma fonte terá ainda recebido dez por cento daquele valor. Adianta também o dito jornal que o senhor teria uma avença, paga através de uma associação, com a Câmara onde foi vice-presidente.

Tenho, confesso, manifesta dificuldade em perceber tão intrincado esquema. Duvido, até, que em circunstância alguma tal tramoia possa ter qualquer semelhança com factos reais. Ou, mesmo, imaginários. Pode lá ser. Logo essas cenas da informática que, como toda a gente sabe, são tão fáceis de verificar se há ou não marosca. Ou isso de um ex-autarca andar por aí a vender coisas...nunca tal se viu. E já nem digo nada quanto aquela parte de trabalhar para a Câmara e ser pago por uma associação. É rebuscado demais. Delirante, diria. São práticas nas quais, de tão facilmente detectáveis que são, nenhum autarca relativamente esperto alinharia.

Por mim, reitero, não acredito numa linha de tão monstruosa acusação. Mais depressa me convencem que a mãe do Sócrates tinha mesmo um cofre recheado de notas. Ou uma empresa de software.

Compartilhar no WhatsApp

4 comentários

Comentar post