Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Os "grupos de pessoas" estão isentos de confinar?

Kruzes Kanhoto, 22.01.21

Um dia destes as televisões encheram-se de gente indignada porque uns quantos cidadãos resolveram ir passear para a beira-mar. Alguns, as Tv’s fizeram questão de mostrar, nem usavam máscara. Parece que passear, seja onde for, é coisa que não se pode fazer por estes tempos. Os mais variados especialistas, das mais variadas especialidades, tratam de nos recordar que temos é de ficar em casa e não andar por aí a fintar a lei. Por mim não posso estar mais de acordo. Se é a lei, então que se cumpra.

Ontem, em Setúbal, “um grupo de pessoas” resolveu sair à rua – muitas sem máscara ou com a dita pendurada do queixo - para chamar nomes e atirar coisas na direção de um candidato à presidência da República. Não me interessa se acertaram ou não no alvo. Não quero saber se o gajo anda mesmo a pedi-las ou não. Nada disso me importa. O que me rala é o silêncio dos mais variados especialistas das mais variadas especialidades. Cem pessoas na rua – sem motivo legal para isso – com a máscara mal colocada, aos berros e nem uma indignaçãozinha em relação ao “grupo de pessoas” que violou o dever de confinamento. Depois queixam-se que o pessoal não leva isto a sério...

6 comentários

Comentar post