Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

O fim dos blogues

por Kruzes Kanhoto, em 25.10.08

“Os blogues estão a morrer, estão ultrapassados”. Quem o afirma é o especialista em internet Paul Boutin, que vai mais longe e aconselha mesmo quem já tenha um blogue a encerrá-lo.

Esta parece-me ser uma opinião perfeitamente idiota. Se, por um lado, a credibilidade dos especialistas – seja qual for a especialidade - já conheceu melhores dias, por outro, isto de ser especialista em internet não é algo que me suscite grande confiança nem as suas previsões, porque afinal é disso que se trata, se afiguram minimamente próximas da realidade ou relativamente perto de um conceito a que habitualmente chamamos coerência. A prova disso é que o dito senhor mantém um blogue e não consta que tenha intenções de o encerrar…

Os blogues são cada vez mais um meio de comunicação e de divulgação de factos e ideias onde, não raramente, surgem os temas que mais tarde farão as notícias de telejornais e as manchetes da imprensa. É verdade que podem, igualmente, ser espaços ocupados por quem não tem mais nada que fazer e desata a escrever alarvidades só porque tem a mania que, de quando em vez, escreve umas coisas com relativa piada. Mas esses estão condenados a ter cinquenta visitas por dia, porque a generalidade dos leitores gosta é de blogues onde se pratica um humor inteligente, com muitos gif’s animados – porcos a andar de bicicleta ou bonecas a dar à perna, por exemplo – e com muitas fotomontagens do Sócrates aos beijos ao Cavaco. Isso sim, são blogues de qualidade e futuro garantido!

Compartilhar no WhatsApp

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.