Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

O coiso, o coisinho e às vezes o melhor é não coisar

por Kruzes Kanhoto, em 25.10.19

5cee559a483d0.jpg

 

Está engraçado aquilo lá para a assembleia da república, está. Tanto que, ao que leio na merda da comunicação social que temos, anda por lá uma deputada – das novatas e eleita pelo PCP – que solta gargalhadas refrescantes. Sou, confesso, incapaz de distinguir uma gargalhada refrescante de outra que não cause igual sensação de frescura. Mas isso sou eu, que não estudei jornalismo. Presumo que uma das condições seja a risota provir de boca esquerdista. Que, desconfio, se o riso for de alguém de direita será algo a atirar para uma gargalhada bafienta.

Gargalhadas mais ou menos contidas deve ter suscitado a fatiota do coisinho que acompanhava a deputada do Livre. Embora tais preparos sejam capazes de deixar qualquer um com os maxilares doridos de tanto gargalhar. Escolher uma indumentária de beata a caminho da sacristia não lembraria ao Diabo. Mas lembrou ao rapazinho. Triste figura. Anda uma mãe a criar um filho para isto. Mais valia ter optado por outras soluções, coitada...

Compartilhar no WhatsApp