Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Muito fraquinho ao nível da corência

por Kruzes Kanhoto, em 29.08.14
Durante meses mutualizar a divida do país era uma ideia da qual apenas uns poucos parvos – entre os quais me continuo a incluir – se atreviam a discordar. Mas isso sou eu, que não consigo ser solidário com quem esturrou o dinheiro que não tinha e que no fim acha ser obrigação dos outros contribuir para o pagamento da conta.
Ora, quando o governo resolveu fazer a mutualização da divida autárquica, em lugar de um generalizado aplauso está a ser alvo de ásperas criticas. Nomeadamente daqueles que defendiam idêntica solução para o país. Ou seja. A Alemanha pagar a divida portuguesa era uma coisa boa. Sintra pagar a divida do Alandroal é uma coisa má.
Por mim, reitero, sou contra toda a espécie de “vaquinha” para saldar contas de maus pagadores, esbanjadores inveterados e malucos diversos. Daí considerar uma aberração que, por exemplo, os munícipes do meu concelho se vejam espoliados de mais de um milhão de euros para pagar o desvario dos outros. E, pior ainda, para que esses outros possam continuar a fazer a mesma vidinha...
Compartilhar no WhatsApp

10 comentários

Comentar post