Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Milagres

por Kruzes Kanhoto, em 05.05.16

images (1).jpg

 

No âmbito dos milagres os últimos dias têm sido férteis em ocorrências. Por cá diz que o Sol rodopiou que nem um maluco ali para a zona de Ourém. Parece que já não é a primeira vez que faz isso, o maroto. Do outro lado do mundo, na Indonésia, foi um alegado anjo que deu um trambolhão e cai do céu.

Fenómenos esquisitos estes. Por um lado a estranha tendência do astro-rei rodopiar perante uma assistência que acredita piamente que a estrela que nos ilumina possui capacidade para o fazer. Do outro o aparecimento de uma boneca insuflável numa comunidade remota, quase isolada do mundo e que dificilmente percebe que alguém precise de uma coisa daquelas para satisfazer determinadas necessidades. Ou manias, sei lá.

Mas é uma pena que estes milagres não sejam geralmente aceites como tal. Como outros, em tempos idos, já foram. São acontecimentos destes que geram riqueza, criam emprego, dinamizam a economia e fazem prosperar as localidades onde acontecem. De resto, se há para aí tanta gente a acreditar em falsos profetas e nas coisas mais esquisitas, por que raio não havemos de acreditar que o Sol bailou ou que uma boneca de plástico pode ser um anjo?!

Compartilhar no WhatsApp

4 comentários

Comentar post