Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Metam o estado social no cú grandes filhos da puta!

Kruzes Kanhoto, 27.04.11
Estou emocionado. Comovido, mesmo. A defesa do Estado Social – hesito quanto ao uso de maiúsculas mas o meu lado inocente acaba por levar a melhor – deixa-me assim. A protecção dos mais pobres é coisa que mexe comigo. Daí até já ter esquecido que, a bem de quem realmente precisa, deixei de receber abono de família. Ou que, quando insisto em adoecer, tenho de pagar oito euros e quarenta cêntimos por uma consulta no Centro de Saúde cá do sitio. É bem feita. Ninguém me manda ser um alarve dum ricaço,  com filhos, que adoece de vez em quando.
Isso do Estado Social é para os pobrezinhos. Coitadinhos. Como aquele comerciante, com várias lojas espalhadas pela cidade, possuidor de automóveis de gama alta e que - eu vi numa ocasião- deposita uma enorme quantidade de notas em instituições bancárias. Muito justamente receberá abono de família e tem consulta grátis no serviço nacional de saúde. O que é bom. Principalmente para mim que não tive de esperar que o funcionário lhe fizesse o troco. 
Estou inequivocamente rendido às maravilhas do estado social. Ou socialista, sei lá. Após mais um ou outro ajustamento, que certamente não tardarão, desconfio que sou gajo para entrar em êxtase com tão elevado nível de justiça social. Quem sabe se me retirarem mais três ou quatro privilégios – o que para mim não é nada porque os que tenho são incontáveis, para além de escandalosos e injustificáveis - possa contribuir com mais alguma coisinha que melhore ainda mais a qualidade de vida de comerciantes como aquele. Isso é que era!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.