Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Irritações luminosas

por Kruzes Kanhoto, em 24.11.09
Imagem retirada daqui
Tirando aquela parte de conduzir percebo muito pouco de automóveis. Daí não entender, e constituir para mim um indecifrável mistério, o facto de ao meu meio de transporte, um pequeno utilitário, um boguinhas vá, lhe ter dado desde há algum tempo a esta parte para manter ininterruptamente acesa a luz do interior da bagageira. É suposto a lâmpada apagar quando se fecha a porta. Mas esta não. Insiste em iluminar a mala mesmo quando tal já não se revela necessário e, seja em andamento ou estacionado, nada a demove de cumprir a missão para a qual foi concebida. Iluminar. A menos que mantenha as portas trancadas não há nada a fazer para manter a irritante luzinha apagada.
Apesar de detestar traquitanas que aparentam ter vontade própria, parecem mais determinadas em fazer o contrário do que determina a lógica, estabelece o bom senso e, em última instância, se espera delas, o melhor talvez seja ver a coisa pelo lado positivo e deixá-la tal como está. Assim, se um dia for assaltado e encafuado na bagageira, pelo menos não fico às escuras. É que, exceptuando a vaga intenção de passar pela oficina, todas as ideias que me ocorreram para resolver aquilo que suponho ser uma avaria envolvem a utilização de um martelo.
Compartilhar no WhatsApp

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.