Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Guardem as galinhas, que vem aí a "diraita"...

Kruzes Kanhoto, 24.01.22

“Porque temos salários baixos?” É a pergunta, a soar a falsete, de uma revista que se publica semanalmente. Dá, entre outros exemplos, o de um jovem que auferirá setecentos e quinze euros mensais. Pouco, muito pouco efectivamente. Não sei se a questão colocada na capa da citada publicação será a mais correcta. Para mim seria mais adequado questionar porque motivo estamos a pagar - e pior, de forma tão desigual - impostos tão altos. Atente-se no caso do desgraçado atrás referido. Do magro pecúlio que o patrão lhe paga o Estado, para o IRS, apropria-se de 12,87€, deixando-o com um vencimento de 702,13 ao qual ainda vai descontar a TSU. O que significa que leva para casa menos do que o colega a quem o patrão paga os 705,00€ do SMN. Mas este “jove” nem é dos piores exemplos. Até tem sorte em não ganhar mais dez ou quinze euros. E, coitado, se fôr casado para o fisco já será um pequeno burguês.

Infelizmente nada disto importa na campanha. Quem, de uma ou outra forma, levanta o problema é apoucado pela esquerda, enrolado em explicações manhosas pelo centrão e ignorado pela generalidade da comunicação social. O importante, para eles e estranhamente para uma imensa parcela do eleitorado, é a “diraita”, a “extrema-diraita” e outros fantasmas. Eles que vão mas é bardamerda. A “diraito”, que é para não se perderem no caminho.

2 comentários

Comentar post