Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Ganhar por poucochinho é que é bom...

Kruzes Kanhoto, 16.09.19

Parece que todas as sondagens dão a vitória ao PS nas próximas eleições legislativas. Com maioria absoluta umas e à beira da dita outras. Nada de surpreendente, seja qual for o cenário. Nem, em matéria de resultado eleitoral, algo que desperte em mim um interesse por aí além.

Nisto dos votos – ou das intenções, vai dar ao mesmo – o que me chamou a atenção foi, ao que diz um inquérito qualquer, que os eleitores que afirmam ir votar no Partido Socialista não desejam que o partido em que votam ganhe por maioria absoluta. Confesso que fiquei baralhado. Com um nó ao nível do cérebro, quase. Não consigo perceber. Esta ideia é tão parva quanto eu, benfiquista de todos os costados, desejar que o Glorioso ganhe apenas por um – ou dois, vá – ao Porto e ao Sporting em vez de lhes enfiar uma goleada.

Presumo que para esse pagode a escolha do partido em quem votar seja um drama. Podem ser acometidos daquela coisa que costuma dar aos comunistas na noite eleitoral onde, apesar dos resultados sempre miseráveis, reclamam invariavelmente uma estrondosa vitória. Neste caso seria o contrário. Sentir-se-iam derrotados apesar do partido em que votaram ter obtido uma retumbante vitória.

Se calhar o melhor é organizarem-se. Fazerem uma escala, ou assim. De manhã votam todos no PS e da parte da tarde - ali pelo meio-dia, não vá o Diabo tecê-las – votam no PCP, BE e no PAN.