Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Finados em demasia

por Kruzes Kanhoto, em 11.06.18

Diz que se está a morrer imenso em Portugal. Nunca, ou pelo menos nos últimos dez anos, se morreu tanto como agora. O que não deixa de ser surpreendente, convenhamos. Até porque já não podemos culpar a troika, a crise, a austeridade, o doutor Morte, o Passos Coelho e as suas políticas que não visavam mais do que desgraçar os trabalhadores e o povo por esta mortandade. A culpa, desgraçadamente, desta vez não pode ser atribuída ao maléfico do governo de direita. O que é uma pena. Logo agora que tínhamos um culpado tão jeitoso é que vai acontecer isto.

Estou em crer que a culpa de haver tanta gente a finar-se não será de quem actualmente nos governa. Antes pelo contrário. Deve ser dos velhinhos, que não se resguardam do frio. Ou, hipótese a não descartar, deste tempo esquisito. Quiçá, até, do turismo e dos desgostos causados por aquela lei dos despejos feita pela Cristas. De uma coisa tenho a certeza. Deste governo é que não é. Sim, que com eles a esperança média de vida até aumentou. E muito. Que o digam os "candidatos" à reforma...

Compartilhar no WhatsApp

3 comentários

Comentar post