Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Fiador escaldado de caloteiro arrependido tem medo...

por Kruzes Kanhoto, em 29.03.20

As declarações de António Costa relativamente ao ministro das finanças holandês geraram um consenso pouco habitual entre os portugueses. É natural que assim seja. Qualquer líder de meia-tigela sabe que, para unir as “tropas”, nada melhor do que arranjar um inimigo externo. Mesmo que imaginário. Exemplos desses há por aí aos pontapés.

Mas sim, o homem tem razão relativamente à parte do repugnante. Não lembra a ninguém perguntar a quem está a morrer, onde é que andou a gastar o dinheiro de que agora precisa para se curar. Mesmo que, reconhecidamente, o moribundo tivesse sido um gastador inveterado.

Tem também razão quanto à mutualização da divida a que holandeses, alemães e outros se opõem. Hoje, mesmo sem percebermos muito bem porquê e não estarmos a ver as consequências futuras disso, quase todos achamos uma boa ideia. Convinha, digo eu, era tentar compreender quem está contra. Façamos um pequeno exercício. Todos temos um ou mais amigos com, digamos, hábitos de consumo extravagantes e, consequência disso, manifesta dificuldade em pagar as contas. Estaríamos nós dispostos a contrair um empréstimo conjuntamente com eles? Pois...os holandeses também não.

Compartilhar no WhatsApp

2 comentários

  • Imagem de perfil

    De Kruzes Kanhoto a 30.03.2020 às 12:54

    Já chegou, que isto toca a todos. E acho que ainda estão pior do que nós.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.