Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Empregos para todos. E todas. E todes, também.

por Kruzes Kanhoto, em 16.08.18

14-Ofertas-de-trabajo-que-son-un-poco-cuestionable

 

Se há coisa que os municípios portugueses fazem bem, é dar emprego. Pagar ordenados, portanto. Não sei se há ou não estudos acerca do assunto mas, desconfio, devem ter sido as entidades que mais gente empregaram nos últimos anos. Tudo serve para justificar o recrutamento de mais pessoas. Muitas, ao que mostra o Diário da República. Por mais estapafúrdia que seja a justificação ou o lugar a criar. Nem isso importa muito. Basta que um manda-chuva qualquer – ou mesmo uma daquelas nulidades que costumam cirandar à sua volta - sonhe com isso durante a noite para, na manhã seguinte se não for ainda antes, o "tachinho já estar ao lume".

Não sabia – mas, lá está, ninguém me manda ser ignorante – que das atribuições das autarquias constava ensinar aos munícipes a arte de bem cavalgar a toda a sela. Mas parece que consta. Daí que um certo município tenha contratado funcionários para desenvolver a sua atividade na área da equitação. Uma grande ideia, essa. Ensinar a malta a montar. Ou a lidar com as cavalgaduras, não sei ao certo. Ainda assim será um assunto consensual lá na terrinha. Ninguém se terá espantado. Tanto quanto se sabe a oposição não mandou com os aparelhos ao ar e o presidente continua com os cascos a brilhar.

Compartilhar no WhatsApp

4 comentários

Comentar post