Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

E se os credores, esses malandros, formos nós?!

por Kruzes Kanhoto, em 25.03.14

Obviamenteque não questiono a sapiência, quanto a esta matéria, dos setentae quatro subscritores do manifesto a pedir a reestruturação dadivida. Saberão, naturalmente, muito mais dessas coisas do que eu.Até porque, à beira dessa gente, não passo de um iletrado. Há, noentanto, algo que me incomoda. Me atormenta, digamos. Partesignificativa da divida está nas mãos de bancos nacionais ou aoperar no país, da segurança social e de muitos portugueses queinvestiram as suas poupanças em certificados na esperança de algumretorno que lhes compense o que lhes está a ser roubado pelo cortesnas reformas e vencimentos. Daí me parecer que esta malta estará aquerer arranjar mais uns quantos BPN's e acabar de vez com aseconomias dos portugueses. Digo eu, que não percebo nada disto e queacredito não ser o pagode que subscreve estes manifestos parvo detodo. Embora, assim de repente, quase pareça...
Compartilhar no WhatsApp

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.