Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

E se, antes de abrir a boca, usassem a cabeça? Ou a cabecita, vá

Kruzes Kanhoto, 25.10.14
Os portugueses gostam muito de dizer coisas. Parvoíces, na maior parte das ocasiões. Os comentários que li e ouvi acerca da tributação fiscal do prémio do euro milhões que ontem saiu em Portugal enquadram-se perfeitamente nesse âmbito. E, também, no da estupidez.
Aos prémios de jogo superiores a cinco mil euros, como se sabe, é aplicada uma taxa de 20% a titulo de imposto de selo. No caso em questão serão trinta e oito milhões de euros que vão direitinhos para o tesouro nacional. Coisa que deixa indignada muito boa gentinha.
Já o facto de qualquer cidadão ver o rendimento das suas poupanças – incomparavelmente menos, na maior parte dos casos – tributado a uma taxa de IRS de 28% parece não chocar a generalidade da populaça. Nem, ainda menos, que essas poupanças se esfumem na falência de um banco em que investiram porque todos diziam que era um investimento seguro.
Nada disto me surpreende. É tudo perfeitamente normal. Não se pode esperar muito de um povo que se prepara para recolocar no poder quem rebentou com isto tudo. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.