Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

E que tal desactiva-los?

por Kruzes Kanhoto, em 01.05.19

download.jpeg

Detesto aquilo que agora chamam activistas. Ouvir falar desses espécimes causa-me logo urticária. Incluindo os alegados ambientalistas ou lá o que são os gajos que acham que devíamos viver como na idade da pedra. Pois chegou-me agora aos ouvidos que uma organização com essas ideias terá libertado, aqui há uns anos, numa serra alentejana – pelo menos numa – vários exemplares da cobra venenosa conhecida por víbora cornuda. Venenosa, sublinhe-se.

Apesar destas coisas pouco aparecerem nas noticias, têm sido relatados alguns casos de pessoas mordidas por este bicho. Todas a correrem risco de vida, a necessitarem de tratamento médico urgente, especializado, com internamento relativamente prolongado e, provavelmente, a ficarem com sequelas. Tudo isto sem que ninguém peça justificações, responsabilidade ou dê uma carga de porrada a quem – se tiver sido esse o caso – as andou a soltar.

Há uns meses apareceu um destes répteis no meu quintal. Quando dei por ele já estava morto e ressequido. Devia ter quinado duas ou três semanas antes de o descobrir. Pena, na altura, não conhecer algumas histórias que entretanto chegaram ao meu conhecimento. Mesmo sem saber se são ou não verdadeiras, em lugar de a ter metido no lixo, teria enviado a carcaça para esses activistas.

 

Compartilhar no WhatsApp

3 comentários

Comentar post