Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

É economia moderna, estúpido

por Kruzes Kanhoto, em 19.06.12

Desta vez é que vai ser.Após a centésima octogésima nona alteração ao código do trabalho temos,finalmente, uma legislação laboral toda modernaça que vai permitir às empresas desatara criar postos de trabalho como se não houvesse amanhã. Embora, se bem merecordo, para justificar as anteriores cento e oitenta e oito alteraçõesocorridas nos últimos vinte anos tenham garantido exactamente a mesma coisa eos resultados sejam os que se conhecem.
Agora, asseguram, édiferente. O emprego vai passar a aparecer em cada esquina. Os desempregados,por isso, que se ponham a pau. Daqui para a frente o melhor é nem saírem à rua.Caso arrisquem, o mais certo é serem de imediato contratados por um qualquergeneroso e empreendedor patrão ansioso por arregimentar colaboradores.
Apesar de vir a sersucessivamente aprimorada, a legislação laboral está ainda muito longe daperfeição. Todos concordaremos facilmente que trabalhar mais sete dias por ano,completamente de borla, constitui um passo significativo e necessário. Mas,igualmente não discordaremos, é pouco. Reduzir salários, apenas os parvos nãoperceberão, trata-se de um imperativo nacional. Pequeno, ainda assim. Há, deuma vez por todas, que alterar radicalmente as mentalidades tacanhas que querema todo o custo travar o avanço inexorável do progresso. Sejamos ambiciosos.Faça-se a derradeira reforma da legislação laboral. A que ponha fim a essaaberração de obrigar um dinâmico empreendedor a pagar ordenados e que terminecom o inadmissível direito a férias, descanso ao fim de semana ou que limita ohorário de trabalho a oito horas diárias. Enquanto estes problemas estruturaisnão se resolverem jamais conseguiremos ser competitivos ou criar empregosustentado. Daquele, como antigamente, para a vida inteira. Nem criar riquezasuficiente para os dinâmicos e empreendedores patrões tugas.
Compartilhar no WhatsApp

2 comentários

Comentar post