Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

E de número de contribuinte, também se pode mudar?!

por Kruzes Kanhoto, em 25.01.17

Sempre preocupado com os grandes temas que preocupam os portugueses o governo prepara-se para produzir legislação que permita às crianças transexuais a possibilidade de escolherem, para usar na escola, o nome com que se identificam, independentemente da mudança no Registo Civil que, por enquanto, apenas pode ocorrer quando tiverem dezasseis anos. Por mim, ao contrário de uns quantos comentários que já li e ouvi acerca do assunto, não acho mal. Nem bem. Apenas parvo. Mas vindo de quem vem não é caso para estranhar. A malta já está habituada a que daquelas cabecitas só saiam ideias destas.

Mas, além dos sarilhos que vão arranjar aos professores, esta aberração legislativa, a contemplar apenas os casos das ditas crianças transexuais, pode configurar mais um caso de evidente discriminação. Que o Tomás e Constança, por serem portadores desse problema, queiram ser chamados, respectivamente, por Carlota ou Martim ainda é como o outro. Do mal o menos. Agora se a lei não permitir igual prerrogativa ao Eleutério, um futuro craque do pontapé na bola que gosta de ser chamado de Messi, então temos um problema.

Compartilhar no WhatsApp

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.