Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Cãocerto ou mais uma maneira de esturrar impostos

Kruzes Kanhoto, 01.12.20

images (1).jpeg

Maneiras de esturrar o dinheiro dos contribuintes há muitas. Umas mais originais, outras nem tanto e algumas absolutamente parvas. Mas, quer-me parecer, a de um município espanhol – ayuntamiento, é assim que se chama ali ao lado – que vai promover um concerto musical destinado a cães é candidata a um lugar cimeiro no top das mais escabrosas. Custará, segundo a organização, cerca de oito mil euros e vai realizar-se num parque que, devido aos condicionalismos impostos pela pandemia, se encontra fechado e que reabrirá exclusivamente para a realização deste evento cultural, como é designado pelos organizadores.

Não se sabe ao certo o programa do concerto. Nem, sequer, o repertório dos músicos que vão interpretar as partituras que animarão a canzoada. Mas, garante o alcaide, constará de “ultrasons apenas audíveis pela raça canina”. Apesar disso, o autarca manifestou o seu orgulho por lhe ter ocorrido esta ideia tão parva e terá ainda acusado quem zomba desta “iniciativa cultural” de falta de respeito para com os músicos e profissionais envolvidos na coisa.

Por mim não é que ache mal. Acho apenas estúpido. Receio, no entanto, que a moda pegue e, pior, se estenda a este lado da fronteira. Pessoal com vontade de gastar o dinheiro dos outros é o que não falta por aí. Já quanto aos temas a interpretar se, por cá, também houver disto espero que não se esqueçam de incluir a “Grândola, vila morena” no "cãocerto". Era bonito.

8 comentários

Comentar post