Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Assobiar para o lado e deixar arder

Kruzes Kanhoto, 27.09.10

Nem coloco a hipótese de as autoridades competentes nestas matérias não estarem, se calhar até já estão há muito tempo, a investigar o curioso fenómeno que origina uma espessa nuvem de fumo negro e que se repete com  inusitada frequência num bairro situado numa das entradas da cidade. Não que o local da deflagração seja particularmente suspeito ou que o facto de arder alguma coisa naquele lugar provoque algum sentimento de preocupação a alguém. Nada disso. No entanto a persistência com que o estranho fenómeno se repete, tenho a certeza, não pode deixar de merecer a atenção de quem tem por missão zelar pela ordem pública. 
Não acredito que na origem de tamanha fumarada esteja um qualquer churrasco nem, tão pouco, a queima do lixo que os moradores recusam colocar nos contentores. Trata-se, obviamente, de outro tipo de material combustivel. Qual e o motivo porque parecem ter tanta necessidade de o queimar é que deve ser investigado – reitero que não tenho nenhuma razão para pensar que não haja investigações a decorrer – e, se neste comportamento se verificar a prática de algum ilícito, punir os prevaricadores de acordo com o que dispõem as normais legais relativamente a este tipo de comportamento. Pelo menos é  o que  é expectável acontecer num país onde as leis são iguais para todos. Ainda que, também nestas coisas, uns pareçam menos iguais que outros.

3 comentários

Comentar post