Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Arre, que é burra...

Kruzes Kanhoto, 20.03.21

transferir.jpg

Aquela senhora que pretende ver a “burguesia do teletrabalho” a pagar a crise, voltou à carga. Insiste na imperiosa necessidade de sacar mais dinheiro dos nossos bolsos. Para dar aos que mais precisam, coitadinhos. Entre os quais, presumo, se encontrarão aqueles que vejo ali no Continente com os carrinhos das compras repletos de cerveja e a quem, parece, vão dar uma casinha.

Desta vez a criatura sugere que o fisco ataque as heranças. Um imposto sobre as ditas, ocorreu-lhe. Ou seja para aquela gente bem instalada na vida e que nunca produziu nada de jeito  – para além de uns estuduzecos idiotas sem qualquer espécie de utilidade – até os mortos devem pagar impostos. Ora bolas. Para economista brilhante é muito poucochinho. Parvoíces destas também eu sou capaz de propor. Mas eu tenho desculpa. Sou um quase iletrado. Já de um génio da economia espera-se mais.  Ou em tantos anos de estudo só aprenderam a aumentar impostos? Não há outra solução? Propostas destas qualquer analfabeto sabe fazer. 

2 comentários

Comentar post