Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Ao menos podiam ter feito uma cábula...

Kruzes Kanhoto, 06.04.21

Assim, de repente, passaram dez anos desde que o país faliu e teve de ser intervencionado por entidades externas. O “que ganhámos com isso” é a questão que mais vezes tenho visto suscitada. Tirando aquela parte de ninguém ter ficado sem vencimento ou reforma, não lucrámos nada. Mas, obviamente, a pergunta devia ser antes “o que aprendemos com isso”. Infelizmente a resposta é a mesma. Nada. Não aprendemos nada. Continuamos, enquanto cidadãos, os mesmos ignorantes e, enquanto políticos, os mesmos irresponsáveis. Mantemos o pensamento de um burgesso que há mais de vinte anos teve responsabilidades na gestão de dinheiros públicos e que, quando tocava a gastar, não se cansava de me garantir que “isto não pode parar e quem vier atrás que feche a porta”. De facto não parou. O azar é que levámos com a porta nas trombas. Mas, pelos vistos, nem isso nos serviu de lição.

6 comentários

Comentar post