Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Achar que os outros são racistas não será uma espécie de racismo?!

Kruzes Kanhoto, 13.09.17

Parece que, contra tudo o que antes pensávamos, somos – os portugueses – uns racistas do piorio. É pelo menos isso que os meios de comunicação social nos querem fazer acreditar. Bom, os portugueses é como quem diz. Nem todos padecem deste problema. Só os portugueses brancos. Negros, ciganos e mestiçagem diversa ainda que tão tugas como os restantes, são imunes a essa estranha patologia. Mesmo quando os seus hábitos e tradições demonstram claramente o contrário. Veja-se o caso da comunidade cigana, que não admite o casamento de uma mulher com um homem não cigano. E já nem me atrevo a imaginar o que pensarão os membros da dita etnia se a ciganita optar por casar com outra mulher. Nesta cena do casório – ou da sua reprovação, no caso – imagino que para a gentalha que nos chama racistas, tudo se resuma a uma questão cultural que temos de respeitar. Como a pedofilia, prática igualmente recorrente entre aquele pagode.

Li, num artigo acerca das comunidades ciganas de Monforte e Elvas, que durante a reportagem uma das jornalistas teria sido apalpada no rabo. Nada que a tivesse incomodado por aí além, concluí do resto da leitura. Não é, de facto, nada de reprovável quando exercitados por membros de uma qualquer minoria. Até porque, como toda a gente sabe, machismo, sexismo e sei lá mais o quê no âmbito discriminatório, não são pecadilhos próprios de ciganos.

E é assim que se faz jornalismo em Portugal. Ou que se pretende discutir temas sérios. Depois não se admirem quando, um dia destes, estivermos a eleger um André Ventura qualquer. Ainda que de esquerda, que também os há.

4 comentários

Comentar post