Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

A anormalidade do novo normal

por Kruzes Kanhoto, em 19.02.19

Vive-se um tempo em que todos fazem questão de ter a ideia mais parva ou o comportamento mais bizarro. A cada dia são traçadas novas fronteiras que um novo idiota, ainda mais idiota do que o já suficientemente idiota que teve a anterior ideia idiota, se encarregará de ultrapassar com nova ideia ainda mais idiota. E quem diz as ideias, diz os comportamentos. Até porque uma e outra coisa estão intimamente associadas. O pior é que já nos habituamos. Tendemos a achar tudo normal, natural ou que cada um, no uso da sua liberdade, fará o que muito bem entender. Isto não vá dar-se o caso de nos ser atribuída uma fobia qualquer. Ou uma doença. Como padecer de populismo ou extremismo de direita. Coisas que, agora, são do pior que nos podem acontecer. Menos grave, ainda assim, do que sermos considerados, nós, os idiotas por não vermos a luz que ilumina essa gentinha. Depois admiram-se quando alguém desliga o interruptor...

Compartilhar no WhatsApp

2 comentários

Comentar post