Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Por falar em Ferrari...

por Kruzes Kanhoto, em 06.01.16

O que é que se chama a um gajo que estampa um Ferrari três vezes?! Jorge Jesus.

Compartilhar no WhatsApp

Não previsões para 2016.

por Kruzes Kanhoto, em 01.01.16

Não sou de me armar em vidente e desatar a tentar adivinhar o que vai acontecer nos tempos mais próximos. Nem, sequer, de elaborar listas de desejos. Ou de objectivos, uma coisa modernaça a que dantes chamávamos planos. Há-de ser o que for. Logo se vê. As expectativas, à partida, são baixas. Nada deve ser muito diferente. O governo vai fazer a merda do costume, o Benfica vai continuar a jogar mal, o Jorge Jesus a perder o que está quase ganho e os terroristas a fazerem-se explodir enquanto os parvos do costume vão garantir que a culpa é do ocidente, dos EUA ou do aquecimento global. Que, por sua vez, também é culpa dos ocidentais e americanos. Nada de novo, portanto.

Compartilhar no WhatsApp

Não é para desanimar os sportinguistas mas apesar de o homem se chamar Jesus não faz milagres...

por Kruzes Kanhoto, em 03.06.15

Tenho manifesta dificuldade em perceber a alegria dos sportinguistas e a tristeza de alguns benfiquistas pela mudança de Jorge Jesus para o outro lado da segunda circular. Relativamente aos primeiros faz-me espécie a convicção que, com ele, vão voltar os tempos de glória a Alvalade. Nem sei o que os leva a acreditar nisso. Se o homem é treinador há trinta anos, passou por uma dúzia de clubes e não ganhou nada, por exemplo, no Belenenses, Guimarães ou Braga, porque raio é que há-de ser campeão no Sporting?! Deve ser uma questão de fé.

Quanto aos benfiquistas, mesmo reconhecendo os excelentes resultados obtidos nas duas últimas temporadas, convém não esquecer as três épocas que as antecederam. Nomeadamente quando, de forma perfeitamente inglória e incompetente, se perdeu tudo numa semana. Apesar disso a maioria dos adeptos do Glorioso estará grata a Jesus. Ganhou muita coisa, recolocou o clube no lugar que merece mas, como tudo na vida, o seu ciclo terminou. Por mim é sem saudade que o vejo partir. Até porque outras alegrias se aproximam. A começar pela diversão que, seguramente, a dupla Jesus-Bruno de Carvalho nos vai proporcionar...



Compartilhar no WhatsApp