Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Mais confiantes do que nunca. Outra vez.

por Kruzes Kanhoto, em 06.03.17

adoro_shopping.jpg

 

Diz que os consumidores estão mais confiantes do que nunca. Ou quase. Estarão, até, prestes a entrar num estado de euforia como raramente se viu por cá. Ainda bem. Eles lá saberão porquê. Por mim, que gosto de ver as pessoas felizes, fico satisfeito. Isto apesar de ter alguma dificuldade em lobrigar motivos – só um, que seja – para tanta animação de índole consumista. Deve ser aquela coisa das expectativas. O Marcelo e o Costa têm distribuído tantas – expectativas – que o pessoal começou a acreditar que era mesmo a sério.  

Não é que queira ser do contra, mas, se calhar, sou o único a reparar no recibo de vencimento. Mania minha, isso. Se não o fizesse talvez estivesse também mais confiante do que nunca e com vontade de gastar o que não ganho. Não reparava, entre outras coisas,  que recebo menos este ano do que recebia no ano passado. E, já avisaram, para o ano ainda vou receber menos do que neste. Pelos vistos devo ter sido só eu a ouvir. Não fora isso e uma estranha sensação de "déjà vu" que me ocorre sempre que vejo os telejornais, era gajo para estar optimista.   

Compartilhar no WhatsApp

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

original.jpg

 

A propósito do estranho sentimento que sem se saber ao certo porquê se generalizou entre os portugueses, escreveu alguém que as pessoas não têm mais dinheiro na algibeira, acreditam é que têm mais dinheiro na algibeira. Tem, esta afirmação, uma certa piada. Já o sentimento, esse, não tem piada nenhuma. É, apenas e só, uma parvoíce. Mas, já dizia o outro, a economia é feita de expectativas. Ou como garantia a minha avó, essa sábia senhora, em terra de cegos quem tem um olho é rei. E, no caso vertente, quem manda nesta terra de ceguetas tem dois e bem abertos. Podia até acrescentar que tem mais olhos do que barriga mas, olhando para o figurão, não chego tão longe. Ainda assim, reconheça-se, o homem é esperto. Não só nos convenceu que estamos mais ricos – ou menos pobres, para quem vê o copo meio vazio – como conseguiu fazer transbordar de alegria os funcionários públicos por, no próximo ano, lhes pagar o subsidio de Natal por junto. Ainda que, em Janeiro e nos meses seguintes, o recibo do vencimento mostre que recebem um bocado menos. Há, mas isso não constitui novidade, gente que acredita em tudo. Até no Pai Natal. Ou no António Costa, o que é quase a mesma coisa.

Compartilhar no WhatsApp

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46

E que tal começar pela própria casa?

por Kruzes Kanhoto, em 23.11.15

Todos temos direito à opinião. Seja lá o assunto o que for. Independentemente do grau de conhecimento que tenhamos da matéria sobre a qual exerçamos o nosso direito opinativo. Daí que não exclua legitimidade a todos que, convictamente, manifestam uma opinião diferente da minha acerca dos destinos políticos, económicos e financeiros do país. Só estranho que muitos, sabendo exactamente o que é melhor para o governo, para a economia e para as finanças nacionais não saibam governar a sua própria casa, gerir a economia doméstica e organizar as respectivas finanças pessoais. Mas isso sou eu e o meu mau feitio.

Compartilhar no WhatsApp

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:45



Mais sobre mim

foto do autor






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D