Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Os amiguinhos dos animais são, como toda a gente sabe, pessoas sensíveis. Nota-se.

por Kruzes Kanhoto, em 29.03.17

Captura de ecra de 2017-03-29 20:06:42.jpg

 

Poucas causas mobilizam mais os portugueses, nomeadamente os agarrados do facebook, do que aquela mania parva de achar que os bichos têm os mesmos direitos que o ser humano. Confundindo isso, a maior parte das vezes, com o que se pretende que seja a defesa e protecção dos animais.

Hoje bastou o Presidente da Câmara de Aveiro queixar-se da legislação que proíbe o abate de animais, para os maluquinhos da Internet lhe caírem em cima que nem “gato a bofe”. Os custos para as autarquias são de monta e, como salienta o edil, a estadia dos bichos pode prolongar-se por muitos e longos anos. Provocando, obviamente, problemas de lotação dos espaços e obrigando a novos e maiores investimentos. Nada, naturalmente, que preocupe a cambada de imbecis para quem um cão sarnoso é mais importante que o pai ou a mãe. Esturre-se o dinheiro que for preciso, acham eles. São tão burros, mas mesmo tão burros, que nem percebem donde vem o graveto para sustentar essas maluqueiras. Ou, se percebem, não se importam. O que ainda é pior. Nomeadamente quando não se coíbem de mandar bitaites contra a maneira como “ele” é gasto quando em causa estão outras despesas do Estado. Por exemplo com RSI, ordenados, pensões e outras coisas que dão jeito às pessoas...

 

Compartilhar no WhatsApp