Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Às espingardas!

por Kruzes Kanhoto, em 20.09.17

Arma.jpg

 

Portugal não terá um problema de segurança. É pelo menos nisso que todos acreditamos. Deve ser aquela coisa dos brandos costumes, ou lá o que é. Tanto que quando alguém ousa questionar esta crença é, quase de imediato, confrontado com a sua condição de xenófobo, racista, demagogo, populista e outros atributos agora muito em voga ao nível da ofensa, dada a escassez de argumentos mais ou menos válidos para a contraditar.

Não estaremos, também nesta problemática, ainda ao nível da maioria dos parceiros europeus. Mas, se calhar, estamos a fazer um esforço para lá chegar. É por isso que os portugueses, não vá o diabo tecê-las, estão a prevenir-se e já terão começado a tratar da sua defesa. Ou então, tal como eu, estão fartos da passarada. Podiam era colocar a embalagem da metralhadora no eco-ponto azul. Só por causa da ecologia e isso...

Compartilhar no WhatsApp

No passa nada

por Kruzes Kanhoto, em 30.06.17

7dc61025aee0d5de9faf25d1c5ccac63.jpg

 

Uma quantidade bastante simpática de armamento levou sumiço de um quartel. Nada de novo. Já aconteceu noutras ocasiões. Nem, pelos vistos, é coisa que constitua motivo para preocupação de maior. Só falta aparecer aí um marmanjo qualquer, como da outra vez, a garantir que as armas estão em boas mãos. E ainda há quem insista em afiançar que a história não se repete...  

 

Diz o Jornal de Noticias de hoje que metade dos portugueses toleram a existência de corrupção autárquica. Fico, confesso, basbaque perante tão surpreendente revelação. De queixo caído, como dizemos por cá. Achava eu, na minha santa ignorância, que essa taxa de tolerância rondaria para aí os noventa e cinco por cento. Ou mesmo mais. A ser verdade, este número apenas vem revelar que a outra metade dos tugas são uns ingratos. Não valorizam o esforço hercúleo que os autarcas desenvolvem em prol da criação de emprego, da dinamização da economia e da simplificação de procedimentos ao nível da decisão. Uma falta de reconhecimento perante tanta eficiência, é o que é… 

 

Compartilhar no WhatsApp