Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Ai, credo! Uma aranha!

por Kruzes Kanhoto, em 22.07.17

depositphotos_46033015-stock-illustration-terrific

 

Segundo relata um conhecido pasquim, na parte dedicada às noticias parvas, os bombeiros terão sido chamados por um gajo que se assustou com a presença de uma aranha dentro de casa. Tudo, ao que parece, terá terminado em bem, pois o aracnídeo, conclui a noticia, foi devolvido à natureza são e salvo.

Excepto o interveniente acidental nesta ocorrência – a aranha - que, coitada, estava no seu papel de aranha que é andar por aí a tratar de se alimentar, os outros deviam corar de vergonha. A começar pelo tipo – tive de ler duas vezes, mas confirma-se era mesmo um gajo – que tem medo de uma aranha, ao ponto de nem ser capaz da esborrachar com uma vassoura ou algo suficientemente contundente. Depois os bombeiros que perdem tempo com minudências desta natureza. Deve ser por isso que, em muitas circunstâncias e quando são realmente precisos, demoram uma eternidade a aparecer. Andam ocupados com mariquices. Por fim, mas não por último, essa idiotice de soltar o bicho no descampado mais próximo. Poupem-me. Por mais idiotas que andem pelo Facecoiso a tecer loas a este comportamento, ele não deixa de ser parvo. O que a minha avó não se havia de rir destes idiotas! Ou, como ela sempre dizia, ainda lhe fazia umas “décimas”.

Compartilhar no WhatsApp