Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Isto não pode parar?! Pois não, deve é cumprir o limite de velocidade.

por Kruzes Kanhoto, em 28.05.13
"Gaia não podeparar". É o que escreve no facebook, de forma entusiástica, ocandidato do PSD aquela autarquia. O mesmo que exortou os magrebinos,termo depreciativo que a bimbalhada usa para se referir aosportugueses que vivem a sul do Mondego, a curvarem-se perante avitória do clube de futebol do Porto no campeonato nacional dopontapé na bola. Obtida sem saber ler nem escrever e,inequivocamente, oferecida pelo adversário directo quando jáninguém esperava. Nem eles. Mas isso agora não interessa nada. Nemvem ao caso.
Estetipo de discurso nãoé novo. Pelo contrário. É coisarecorrente. Mesmo emtempo de crise, quando estamos todos fartos de saber –ainda que alguns se esforcem por ignorar - que não há dinheiro para pagartanto movimento e que estamos a pagar pelo excesso de velocidade. São muitos os que acham que “isto não pode parar”.Como acontece com ocavalheiro candidato. Mas só quando está em campanha lá pelonorte. Os ares do Magrebe fazem-no mudar radicalmente de opinião edefender exactamente o contrário. Deve ser porque é só no confortodo palácio magrebino que tem tempo de ler o relatório e contas daCâmara a que se candidata e concluir que dois anos inteiros dereceita mal chegam para pagar os quase duzentos e dezoito milhões de euros de divida da autarquia a que se propõe presidir.
Compartilhar no WhatsApp

1 comentário

Comentar post