Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Flexisegurança

por Kruzes Kanhoto, em 23.02.15

Não sei se ainda alguém se lembra da flexisegurança. Foi, em tempos, um coisa muito falada por cá embora nunca se tenha ao certo chegado a saber do que se tratava. Dizia-se, na época, que era um conceito inovador e todo modernaço que - e aqui residia a dificuldade do comum dos mortais em assimilar a bondade da coisa - ia facilitar os despedimentos contribuindo por isso para baixar o desemprego. Confuso? Bom a coisa funcionaria mais ou menos assim: Quando a secretária boazona engordasse uns quilitos, alterando por isso os pressupostos em que foi contratada, o patrão teria a flexibilidade da lei do seu lado e poderia despedi-la. Por seu turno a secretária boazona, que entretanto tinha deixado de o ser, com a miséria que receberia de subsídio de desemprego iria,seguramente,  emagrecer e recuperar rapidamente a(s) boa(s) forma(s). Em consequência desta genial medida, garantem os experts destas coisas, em cerca de quinze dias encontraria um novo emprego. Ainda que não necessariamente como secretária boazona.

Entretanto, como chegou a crise, o mais prováel é ter emigrado.

Compartilhar no WhatsApp