Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

A taxinha dos sacos de plástico (IV)

por Kruzes Kanhoto, em 22.02.15

Não há quem, de tão embevecidos que andam com a taxinha, se preocupe com os gajos - e as gajas, que eu não sou de discriminar ninguém - que trabalham nas fábricas que fazem sacos plásticos e que em breve irão engrossar as estatísticas do desemprego. Esses não contam. São, digamos, assim uma espécie de danos colaterais. Aqueles que temos de sacrificar em nome de um futuro glorioso e mais verde.

 

Glorioso e verde são coisas que não combinam. Nem quando o assunto é, alegadamente, a ecologia.

Compartilhar no WhatsApp