Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A sério?!

por Kruzes Kanhoto, em 17.02.17

images.jpg

 

A direita – esse bando de mal feitores e de gente ruim – quer matar a Caixa. Berram os garotos que, lá pelo parlamento, dão voz ao partidos que sustentam a geringonça. Que eles o façam, as pessoas normais até toleram. Coitados, são novos. Aquilo, um dia, há-de passar-lhes. Agora gente com idade para ter juízo achar que pretender saber até onde foram as pantominices – ou mesmo os erros de perceção, vá - é mais prejudicial à saúde da instituição do que as tropelias cometidas por lá ao longo de umas dezenas de anos, é que já parece uma coisa assim um bocadinho estranha. Não sei, digo eu que não percebo nada de finanças. Só desconfio - é cá uma ideia minha -  que o crédito malparado costuma ser ligeiramente pior para  o negócio da banca do que saber se o gajo que manda naquilo é ou não um pantomineiro. Mas isso é na vida real. Coisa que os tais garotos não sabem o que é.  

Compartilhar no WhatsApp

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:55



3 comentários

De alvaro silva a 18.02.2017 às 14:46

A Caixa geral foi desde sempre uma ucha e desde sempre foi poiso dos gameleiros dete e doutro qualquer regime desde a sua fundação, Lembro-vos só das multas e cauções que eram obrigatóriamente pagos (por lei), nesta instituição e que por lá ficavam estacionados (e a render juros) durante o tempo que os tribunais entendessem. Depois se ganhasse a causa, devoviam uma parte do dinheiro, sem juros nem correção monetária, quando bem lhes apetecesse. E, nem todos iam lá recuperá-lo, então se o caucionante morresse, a família nem se arriscava a recuperar esses fundos que lá iriam para o fundo de saco azul (sem fundo) e mais ninguém de tal se lembrava, apenas os funcionários mais velhos e atentos que sabendo da morte do dito lhe "herdavam"as dias verbas de cauções e outros depósitos. Nunca até hoje ouvi falar na prospeção desses filões, mas que os houve e porventura haverá não restam dúvidas. E então a carimbar (não sei o quê) estes funcionários da CGD são imbatíveis e ganhavam o campeonato mundial das carimbadelas se tal houvesse. Bom fim de semana que segue para carnaval!

De Kruzes Kanhoto a 18.02.2017 às 17:44

E o comendador não sei das quantas?! O tal que pediu um empréstimo para comprar acções e que deu as ditas como garantia. Quem aprovou o negócio devia ser passado à vara...

De alvaro silva a 18.02.2017 às 19:15

Esses fundos eram exactamente para os amigalhaços e para os funcionários não pagarem prácticamente qualquer juro no empréstimo para a habitação (casa de férias ou de praia),
Essa do comendador banana, já são investimentos esquizofrénicos de uma Caixa de grande liquidez. A gente é que não percebe nada de economia, nem preciso pois o graveto é pouco. Mas sempre fui pagando o que o banco me emprestou, nunca consegui chegar ao patamar dos empresários nem comendadores. Nem lá chego!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor






Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D