Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Pequenos luxos

por Kruzes Kanhoto, em 31.07.08

As vinhas em redor de Estremoz ocupam extensões a perder de vista. Ainda assim o preço do precioso néctar está pela hora da morte. Qualquer zurrapa, o que não é o caso do vinho produzido aqui pelas redondezas, custa uma barbaridade. Para cima de um dinheirão! Para quando um buzinão contra este estado de coisas?! E um bloqueio para forçar o governo a baixar o imposto sobre o álcool? E porque não seguir o exemplo do tresloucado da Madeira e fixar administrativamente o preço da garrafita de sete e meio?! Qualquer dia “esmagar” uma destas pomadas vai ser um luxo só ao alcance dessa malta do Rendimento Mínimo que passa o dia pelas esplanadas da cidade!

Compartilhar no WhatsApp

Pequenos luxos

por Kruzes Kanhoto, em 31.07.08
Pequenos luxos
Compartilhar no WhatsApp

O homem do bloco

por Kruzes Kanhoto, em 28.07.08

Afinal que é feito do homem do bloco? Meses depois do seu misterioso desaparecimento das páginas deste blogue, esta inquietante questão permanece sem resposta.

Há quem acredite que o bloco ganhou vida e esmagou o homem entre as suas folhas repletas de apontamentos. Outros, mais cépticos, descrentes da possibilidade de algo sem vida, como o papel, poder de repente atacar um ser humano, sugerem a hipótese de o dito homem nunca ter existido e não passar de um mito urbano inventado por um maluco que gosta de escrever disparates.

Outros ainda, muito em surdina, garantem que a figura em causa é real mas não é um homem nem usa bloco…

Compartilhar no WhatsApp

O homem do bloco

por Kruzes Kanhoto, em 28.07.08
O homem do bloco
Compartilhar no WhatsApp

Sitios que vou passar a frequentar

por Kruzes Kanhoto, em 27.07.08
Dei por acaso, como quase sempre acontece nestas coisas, com o front offfice (na linha da frente) e gostei. Facilmente perceberão porquê.
Compartilhar no WhatsApp

Sitios que vou passar a frequentar

por Kruzes Kanhoto, em 27.07.08
Sitios que vou passar a frequentar
Compartilhar no WhatsApp

Lido por aí

por Kruzes Kanhoto, em 26.07.08

Manchete do “Público” de hoje: “Portaria de 1985 manda GNR vigiar nómadas e mendigos”.

Perfeito exemplo de uma não noticia. Que as forças policiais o façam é exactamente o que a sociedade espera delas independentemente de existir, ou não, uma determinação governamental nesse sentido. Que o digam algumas empresas integrantes do grupo económico proprietário do jornal.

Já lavar pratos ou esfregar o chão da cozinha do quartel parecem tarefas inadequadas para os militares da Guarda. No entanto têm de o fazer sob pena de lhes serem instaurados procedimentos disciplinares. É o que nos informa o Diário de Noticias de ontem e que Rui Vasco Neto destaca no seu blog Sete vidas como os gatos.

Compartilhar no WhatsApp

Lido por aí

por Kruzes Kanhoto, em 26.07.08
Lido por aí
Compartilhar no WhatsApp

Arruaceiros pró-activos

por Kruzes Kanhoto, em 24.07.08

Os actos de vandalismo contra bens públicos são infelizmente uma constante. Quem os pratica é por norma alguém com uma deficiente educação, baixíssimo espírito cívico e, provavelmente acometido de uma qualquer doença mental que lhe distorce o carácter e o faz direccionar energias para práticas destrutivas.

Com alguma sorte talvez o próprio autor, ou alguém que o conduza, se esqueça que antes havia ali um “stop”.

Compartilhar no WhatsApp

Arruaceiros pró-activos

por Kruzes Kanhoto, em 24.07.08
Arruaceiros pró-activos
Compartilhar no WhatsApp

Leitura recomendada

por Kruzes Kanhoto, em 23.07.08
Regularmente, quem é como quem diz sempre que me dê na real gana, neste blog vão surgir referências a textos colocados noutros blogs. Começando, muito naturalmente, pela casa recomendo a leitura deste post, no KruzesKanhoto do sapo, acerca de casórios e das novas oportunidades que lhe estão associadas.Já no KontraFactos & KontraFeitos fala-se de arte. Ou coisa parecida.
Compartilhar no WhatsApp

Leitura recomendada

por Kruzes Kanhoto, em 23.07.08
Leitura recomendada
Compartilhar no WhatsApp

Eles "controlem" tudo...

por Kruzes Kanhoto, em 20.07.08

Cada vez mais as empresas controlam aquilo que os seus colaboradores – que termo tão catita! – fazem dentro e, até mesmo, fora das horas de serviço. Controla-se o tempo que cada um passa na casa de banho, na internet ou noutra actividade qualquer que não contribua para o lucro da empresa. O que nem me parece mal. O local de trabalho é para trabalhar e não para andar a fazer coisas condenáveis como cagar ou ver a cotação do PSI-20.

O que não me parece bem é que já ande por aí quem pretenda igualmente proibir os colaboradores – porra! Até eu estou a ficar com a mania estúpida de chamar isso a quem trabalha – de passar cinco minutos por hora no exterior da empresa a fumar o cigarrito, de impedir que os mesmos passem uma hora por dia no bar da empresa em salutar convívio e, tortura das torturas, equacione igualmente a possibilidade de não permitir que a malta mais atrevida passe incontáveis horas por semana no namoro com a colega boazona do outro departamento.

Assim não há condições. De trabalho, claro.

Compartilhar no WhatsApp

Eles "controlem" tudo...

por Kruzes Kanhoto, em 20.07.08
Eles "controlem" tudo...
Compartilhar no WhatsApp

Restos...

por Kruzes Kanhoto, em 19.07.08

Nem se pode dizer que a festa tenha sido especialmente bonita, pá. E a julgar pela quantidade que ainda resta na garrafa também se pode concluir que o seu conteúdo não era dos melhores.

Compartilhar no WhatsApp

Restos...

por Kruzes Kanhoto, em 19.07.08
Restos...
Compartilhar no WhatsApp

Esclarecimento verde

por Kruzes Kanhoto, em 18.07.08

Alguém que explique aos que utilizam os ecopontos espalhados pela cidade que as embalagens de cartão tipo “tetra pak”, vulgarmente usadas para embalar sumos e pacotes de leite, depois de usadas devem ser depositadas no ecoponto AMARELO e não no azul como, erradamente, está muita gente a fazer. Ainda que deste procedimento não venha grande mal ao mundo, não custa nada introduzir a embalagem na ranhura adequada...

Compartilhar no WhatsApp

Esclarecimento verde

por Kruzes Kanhoto, em 18.07.08
Esclarecimento verde
Compartilhar no WhatsApp

Estremoz

por Kruzes Kanhoto, em 17.07.08
Porque sim. E também porque me apetece. Que são os dois melhores motivos.
Compartilhar no WhatsApp

Estremoz

por Kruzes Kanhoto, em 17.07.08
Estremoz
Compartilhar no WhatsApp

Pág. 1/2