Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Kruzes Kanhoto

Ainda que todos, eu não!

Merda!

por Kruzes Kanhoto, em 30.06.08

Não concordo com comentários que têm sido publicados noutros blogues, da cidade e não só, atribuindo a culpa pela profusão de merda de cachorro às Câmaras, juntas de freguesia ou qualquer outro tipo de entidade. É verdade que lhes compete fiscalizar e punir este tipo de comportamento e, bem assim, proceder à limpeza do espaço público. No entanto sabe-se que face ao comportamento, completamente abjecto e indigno de quem vive em sociedade, da maior parte das pessoas que tem cão é de todo impossível exercer essa competência de maneira minimamente eficaz.

Não há por isso que inventar outros culpados que não os próprios donos. Deviam ter vergonha do que fazem às nossas ruas, praças, largos e jardins. Deviam envergonhar-se que a sua cidade – qualquer que ela seja – apresente este aspecto nojento e repulsivo aos que a visitam ou para os que nela vivem. Há que dizer, com toda a frontalidade, a essa gente: Sois uns porcos. Ou, se preferirdes umas bestas. E uns javardos também.

Compartilhar no WhatsApp

Merda!

por Kruzes Kanhoto, em 30.06.08
Merda!
Compartilhar no WhatsApp

Espécie de actualização...

por Kruzes Kanhoto, em 26.06.08

Em consequência desta pequena maleita necessitei de recorrer ao serviço de atendimento permanente do centro de saúde. O atendimento foi rápido, eficaz e barato, o que só abona a favor do SNS. O tempo de espera não excedeu dez minutos, o atendimento, por um médico espanhol de uma empresa prestadora de serviços de saúde de Badajoz, não demorou mais que três minutos pois o clínico manuseava relativamente bem o computador ao contrário do que acontece com a maioria dos seus colegas e a receita prescrita apenas incluía medicamentos genéricos. Só vantagens, portanto.

Já quanto ao quer que tenha sido inaugurado pelo primeiro-ministro José Sócrates e que mereceu, à poca, amplo destaque e cobertura mediática, nem sinal. Aparentemente não se nota nada de novo. Se calhar é assim como as actualizações do Windows. Para o utilizador fica tudo rigorosamente na mesma embora os informáticos garantam que o sistema ficou muito mais estável e seguro.

Compartilhar no WhatsApp

Espécie de actualização...

por Kruzes Kanhoto, em 26.06.08
Espécie de actualização...
Compartilhar no WhatsApp

Retoques

por Kruzes Kanhoto, em 23.06.08
Afinal com uns retoques e uma mudança de template a coisa foi ao lugar. Pelo menos é o que parece. Apesar de relativamente recente a plataforma de alojamento de blogues nireblog, onde tenho alojado o KontraFactos & KontraFeitos, é substancialmente mais fiável do que o blogspot ou o sapo. Pelo menos aí nunca tive as chatices que ciclicamente tenho por aqui ou no batráquio.
Compartilhar no WhatsApp

Retoques

por Kruzes Kanhoto, em 23.06.08
Retoques
Compartilhar no WhatsApp

Alterações inoportunas

por Kruzes Kanhoto, em 22.06.08
Detesto quando estas merdas acontecem. Por um motivo qualquer que me escapa, as configurações da maioria dos posts colocados até hoje aqui no Kruzes foram alterados da noite para o dia. Na verdadeira acepção da palavra. Os titulos ficaram em azul, quando antes estavam a preto, sob a forma de hiperligação e, na maior parte dos textos, o tipo de letra foi modificado. Em alguns casos, no mesmo texto passaram a existir dois tipos de letra e com tamanhos diferentes!!!Todas as correcções a estas anormalidades serão feitas oportunamente. Enquanto isso, lamento o ainda pior aspecto do blog relativamente ao que já é habitual e prometo ser breve na reparação dos estragos. Isto, claro, se descobrir uma solução!
Compartilhar no WhatsApp

Alterações inoportunas

por Kruzes Kanhoto, em 22.06.08
Alterações inoportunas
Compartilhar no WhatsApp

"Finhos" da puta!

por Kruzes Kanhoto, em 22.06.08

Nas Portas dos Currais alguém resolveu, sob a forma de palavra de ordem, manifestar a sua intolerância, para com os demónios que o atormentam. Apesar de algumas questões técnicas, como a consistência da parede ou a amplitude do campo de visão, demonstrarem claramente que aquele não é o local mais indicado para transmitir este tipo de mensagem não foi isso que demoveu este mago da escrita, paladino da luta anti-demoníaca de, a tinta verde tal como a usada noutras pinturas de que já aqui dei conta, escrever esta brilhante frase.

Brilhante e que suscita uma questão preocupante. Mas que raio é um “Finho”?!

Compartilhar no WhatsApp

"Finhos" da puta!

por Kruzes Kanhoto, em 22.06.08
"Finhos" da puta!
Compartilhar no WhatsApp

Até quando?!

por Kruzes Kanhoto, em 21.06.08

A gasolina sem chumbo95 atingiu hoje um novo máximo. O litro deste cada vez mais precioso líquido custa agora 1,539 Euros. Ou, para quem sabe fazer contas e ainda se lembra do escudo, 308$50!!!!!

Esse facto não parece no entanto incomodar os estremocenses que, por entre buzinões falhados, resmunguices contra o governo que não baixa o isp e idas a Badajoz mesmo gastando mais no trajecto do que poupam no combustível, continuam a não prescindir de andar de carro na cidade. Esta rua é disso exemplo pelos milhares de viaturas que, diariamente, aqui circulam. Se calhar não era má ideia pôr a velhota que passa o dia sentada à porta com um saco plástico nas mãos (o que será que tem lá dentro?) a cobrar portagem.

Compartilhar no WhatsApp

Até quando?!

por Kruzes Kanhoto, em 21.06.08
Até quando?!
Compartilhar no WhatsApp

Rotunda do nosso contentamento

por Kruzes Kanhoto, em 18.06.08

Como já escrevi neste post gosto das ideias propostas para a requalificação do Rossio e largos adjacentes. Excepto no que diz respeito à transformação da rotunda dos Combatentes noutra coisa qualquer. Essa ideia não me agrada, não colhe a minha simpatia e coloca-me uma questão inquietante. Sem rotunda para onde é que vamos andar às voltas a festejar as vitórias do Benfica?!

Compartilhar no WhatsApp

Rotunda do nosso contentamento

por Kruzes Kanhoto, em 18.06.08
Rotunda do nosso contentamento
Compartilhar no WhatsApp

Buzininho

por Kruzes Kanhoto, em 17.06.08

Afinal o anunciado buzinão, aprazado para esta tarde no Rossio Marquês de Pombal, que pretendia demonstrar um sonoro e vigoroso protesto contra a escalada de preços dos combustíveis, não passou de um “buzininho”, tímido e anémico, que apenas conseguiu fazer soar meia dúzia de apitadelas mais ou menos melancólicas.

Motivos para protestos há mais que muitos, qualquer um – por mais rosáceas que sejam as suas convicções – o reconhece. No entanto, como tenho escrito aqui, a questão dos combustíveis não é o nosso principal problema, se o fosse não continuariam por aí a circular tantos automóveis particulares utilizados, em muitas circunstâncias, apenas para percorrer miseráveis centenas de metros.

Vai sendo tempo de deixar de lado uma lamúria que já aborrece e pensar em alternativas. Que, como fazem tanta questão, até podem ter volante.

Compartilhar no WhatsApp

Buzininho

por Kruzes Kanhoto, em 17.06.08
Buzininho
Compartilhar no WhatsApp

Buzinões

por Kruzes Kanhoto, em 15.06.08

Anuncia-se para um destes dias um buzinão em Estremoz para protestar contra o que os organizadores - sejam eles quem forem - entendem ser o alto preço dos combustíveis. Protestar contra esse facto de automóvel, logo gastando combustível, não parece ser uma atitude muito inteligente, no entanto cada um sabe de si.

Normalmente quando o preço de um produto atinge valores considerados insuportáveis, como parece ser agora o caso, a opção mais racional seria comprar menos e procurar alternativas. Os consumidores, por vontade própria, não têm seguido esse caminho. Afinal, por mais caros que estejam os combustíveis, é sempre bom ir festejar as vitórias da equipa de futebol preferida a acelerar na rotunda dos combatentes ou a buzinar histericamente pelas ruas da cidade. Isto para não falar das senhoras gordas que insistem em ir de carro até à porta do pronto-a-vestir.

Compartilhar no WhatsApp

Buzinões

por Kruzes Kanhoto, em 15.06.08
Buzinões
Compartilhar no WhatsApp

Javardice

por Kruzes Kanhoto, em 14.06.08

O Estado é uma entidade negligente relativamente à limpeza, conservação e manutenção dos seus bens. Disso temos, infelizmente, exemplos por todo o lado e a nossa cidade não foge à regra geral que impera no país.

A imagem documenta um desses casos. Um edifício público, no centro de Estremoz e num dos locais mais movimentados da cidade, onde os ninhos de andorinhas são em tal número que, para além de contribuírem para a degradação do edifício, dão uma imagem repulsiva, nojenta mesmo, de toda a área envolvente. Os passaritos até podem ser de uma espécie protegida. Podem até os ambientalistas, os ecologistas, os pseudo-defensores dos animais e toda a restante intelectualidade ter uma panóplia de argumentos, de leis, regulamentos e tratados para justificar que nada se faça para impedir este estado de coisas.

Poder, podem. Agora que é uma JAVARDICE, lá isso é.

Compartilhar no WhatsApp

Javardice

por Kruzes Kanhoto, em 14.06.08
Javardice
Compartilhar no WhatsApp

Pág. 1/2